Paranapanema registra receita líquida de R$ 1,3 bi no 1T19, alta de 31%. EBITDA* alcança R$ 20,2 milhões e despesas operacionais totais caem 11%

Cobre

O primeiro trimestre de 2019 foi marcado por uma série de resultados positivos para a Paranapanema. A receita líquida saltou de R$ 1,02 bilhão para R$ 1,3 bilhão, crescimento de 31%. A estratégia de aumentar a ocupação dos ativos em especial na produção de vergalhões, fios e coprodutos permitiu a companhia atingir um resultado EBITDA de R$20,2 milhões no 1T19, revertendo o prejuízo operacional do mesmo período no ano passado.

O lucro bruto subiu 194%, passando de R$ 23,6 milhões no 1T18 para R$ 69,4 milhões e, se expurgados os principais efeitos não monetários, a Companhia apresentou um resultado líquido (cash profit) de R$ 22,1 milhões.

A geração de caixa operacional atingiu R$ 5,7 milhões a partir da redução do prazo médio de recebimento, decorrente de um trabalho interno e de parceria estabelecida com os clientes. O período apresentou ainda diminuição de 11% nas despesas operacionais totais. O resultado decorre de melhorias como maior eficiência e redução de ociosidade das plantas, além da forte gestão das despesas.

“Embora a unidade de Dias d’Ávila tenha ficado 15 dias sem operar por conta de intermitências nos equipamentos, os resultados apresentados são reflexos das estratégias adotadas pela Companhia nos últimos meses, como a requalificação dos ativos, foco na eficiência operacional e a melhor ocupação da fábrica de fios e vergalhões”, diz Marcos Camara, diretor-presidente da Paranapanema.

Vendas e Produção – O volume total de vendas no período aumentou 22% e alcançou 47,8 mil toneladas, contra 39,2 mil toneladas do primeiro trimestre de 2018. Em linha com a estratégia de otimização dos recursos disponíveis, que aloca matéria-prima para os produtos que podem originar melhores prêmios nas vendas, a comercialização de cobre primário se manteve estável (sendo 32% para o mercado interno e 68% para o externo).

As vendas de produtos de cobre, em especial fios e vergalhões, avançou em ambos os mercados e registrou aumento de 55% entre os trimestres. A comercialização de barras, perfis, arames, laminados, tubos e conexões se manteve estável, mesmo diante do reposicionamento dos preços em vários produtos.

[*EBITDA – sigla para Lucros antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização]

Contato:
Paranapanema
(11) 2199-7604
https://www.paranapanema.com.br/